Endodontia


A palavra Endodontia tem origem nas palavras gregas Endo (dentro) e Dontia (dente). A Endodontia (conhecida como desvitalização) trata o interior do dente, ou seja, a endodontia é o ramo da Medicina Dentária responsável pela prevenção, diagnóstico e tratamento da patologia da polpa dentária e das suas sequelas.

A polpa dentária é a estrutura mais interna do dente, constituída por nervos, vasos sanguíneos, fibras e tecido conjuntivo e preenche um sistema de canais desde a coroa do dente até à ponta das raízes onde se conecta com os tecidos que envolvem os dentes. A polpa representa um papel fundamental durante o desenvolvimento e crescimento do dente, no entanto, após o desenvolvimento terminar, o dente pode sobreviver sem a polpa, já que o dente continua a ser nutrido pelos tecidos que o rodeiam.

De um modo geral, os principais objetivos do tratamento endodôntico (desvitalização) consistem na manutenção da vitalidade do dente; na preservação e restauração do dente que apresenta a polpa dentária infectada e ainda; na preservação e restauração dos dentes que já tenham sido submetidos a um primeiro tratamento endodôntico mas nos quais não se conseguiu a total eliminação das bactérias responsáveis pelas infecções secundárias, sendo necessário realizar um retratamento endodôntico.

Existem várias causas responsáveis pela destruição da polpa dentária, nomeadamente, a cárie dentária, a peridontite (doença das gengivas), fracturas dentárias, entre outras. A infeção da polpa dentária resulta numa sensibilidade anormal a alimentos ou bebidas frias e/ou quentes, dor espontânea, dor à mastigação, dor exacerbada quando o paciente se encontrada em posição deitada, aparecimento de edema (inchaço), abcesso com ou sem fístula. No entanto, existem casos em que a infecção na polpa dentária não provoca sintomas. Nas situações em que a infecção provocou uma grande destruição do dente, que inviabiliza a sua recuperação, a extração dentária é a única alternativa. Assim, o tratamento endodôntico é realizado de forma a prevenir a recontaminação bacteriana do dente, permitindo que o dente seja permanentemente restaurado e continue a sua função na boca.

Ao longo dos anos tem surgido enormes avanços na área da Endodontia que permitem reduzir os níveis de infeção microbiana, nomeadamente novos agentes químicos e técnicas de preparação biomecânicas que melhoram a limpeza e conformação do sistema de canais dentários. O aumento da eficiência no tratamento dos canais dentários, deve-se ao aparecimento de instrumentos rotatórios (limas mecanizadas) que permitem maior facilidade, eficácia e segurança na limpeza e remoção do tecido infetado presente no interior do dente. Outro avanço significativo na Endodontia diz respeito ao uso de Microscópio óptico, que pode ser usado em todas as fases do tratamento, permitindo ver possíveis variações anatómicas ou obstruções que possam estar a dificultar a correta desinfeção e preparação do interior do dente.

Atualmente, com a presença dos novos materiais e novas técnicas, é possível tratar endodonticamente quase todos os dentes, salvo algumas exceções como a presença de canais calcificados, fratura da raíz do dente, impossibilidade de restaurar o dente, ausência de suporte ósseo, etc. No entanto, consegue-se salvar dentes que há poucos anos atrás seriam dados como perdidos.  Também devido a todos estes avanços, grande maioria dos pacientes sentem-se confortáveis durante todas as fases que constituem o tratamento endodôntico.

Marque a sua consulta

Para marcação da sua consulta e especialidade, preencha todos os campos do formulário. Em breve será contactado por uma das nossas assistentes.

Notícias

Semana da Criança

  Na Clipal pensamos no teu bem-estar sempre que nos visitas e para isso temos uma equipa preparada para que te sintas confortável e seguro nas nossas mãos. Mas esta semana vamos dar ainda mais atenção a todas as crianças que, como tu merecem o melhor do mundo!...

ler mais

A paciente do Batom

É com alguma frequência que testemunho o desalento de doentes quando se sentam na cadeira de dentista. O desalento, a falta de motivação, mas sobretudo a falta de alegria.

ler mais

Pin It on Pinterest

Espalhe o amor!

Partilhe com os seus amigos!